..::Ministério da Reconciliação::..

Text size
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Estudos Bíblicos Escatologia CRENTES NA RESSURREIÇÃO

CRENTES NA RESSURREIÇÃO

E-mail Imprimir PDF

Crentes são, entre outras coisas, crentes na ressurreição dos mortos. Sabem que a salvação que brotou do Calvário, chegou até nossa alma, se concluirá quando “o mortal for absorvido pela vida” (2 Coríntios 5.4), quando nosso corpo abatido for transformado conforme o glorioso corpo do Cristo ressuscitado (Filipenses 2.21).

 

É impossível der um cristão de fato e não acreditar na ressurreição dos mortos. Proclamar que Jesus ressuscitou só fazia sentido dentro do contexto judaico que conforme passagens como Isaías 26.19; Daniel 12.2; Oséias 6.2 os mortos voltariam a viver. De repente, em Jesus, primícia dos que dormem, as promessas de Deus foram cumpridas de modo concreto, tangível e objetivo. O Messias havia vencido a morte para sempre e ele era a prova de que os que nele cressem também ressuscitariam. De modo geral, ninguém mais ressuscitou após Ele. No entanto, agora havia esperança, podia-se ter certeza que a morte seria vencida em algum momento. A  expectativa tornou-se realidade em Cristo.

Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que, segundo a sua grande misericórdia, nos gerou de novo para uma viva esperança, pela ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos, para uma herança incorruptível, incontaminável e que se não pode murchar, guardada nos céus para vós (1 Pedro 1.3, 4)

 

O que vemos quando olhamos o tema ressurreição nas páginas do Novo Testamento:

  1. 1.Todos os Evangelhos narram a ressurreição de Cristo e seu impacto sobre os apóstolos. Em parte, foi o contraste entre a sua morte na cruz e sua ressurreição que transformou assustados seguidores em ousados proclamadores.
  2. 2.A proclamação apostólica em Atos é, entre outras coisas, a proclamação da ressurreição em Cristo. As autoridades judaicas se doeram que a ressurreição, essa doutrina que lhes era tão cara, fosse comprovada em Alguém a quem eles crucificaram.
  3. 3.Há uma ressurreição espiritual ensinada nas epístolas, apenas como antecipação como algo maior. Entretanto, além de várias outras citações, o maior capítulo dentre as epístolas trata só e unicamente da ressurreição em seus vários aspectos (1 Coríntios 15). Nesse capítulo é fácil perceber a indignação do apóstolo dos gentios contra aqueles que a negavam. Negarressurreição futura é  gangrena (2 Timóteo 2.15 -17).
  4. 4.Oé  o ponto final antecipado da  história da redenção. E ele termina com a ressurreição dos mortos  (Capítulo 20), tanto de justos como de injustos. E a experiência de renovação experimentada por cada indivíduo na ressurreição também será experimentada pelo próprio cosmo no novo céu e nova terra.

 

No cristianismo popular a ressurreição parece ter pouca importância no contexto da salvação. De  uma forma geral os cristãos acreditam que a esperança bíblica é morrer e ir para o céu, quando na verdade a salvação se concretiza com a consumação dos séculos e a ressurreição.

 

Há uma herança cultural gnóstica que permeia o ocidente, onde a matéria é vista senão como mal, ao menos como irrelevante. O espiritismo fez guarida porque a mente das pessoas aceita facilmente o “desencarnar” como uma condição melhor do que estar em um corpo físico. No entanto, o corpo foi criado por Deus e não é um problema em si mesmo. O problema foi a corrupção e a morte que se apoderou desse corpo e a redenção desse corpo é justamente o ponto culminante da agir de Deus em nossas vidas.

 

Porque sabemos que toda a criação geme e está juntamente com dores de parto até agora. E não só ela, mas nós mesmos, que temos as primícias do Espírito, também gememos em nós mesmos, esperando a adoção, a saber, a redenção do nosso corpo. (Romanos 8.23, 24).

 

Em algum momento Jesus voltará e a ressurreição dos mortos terá seu início. Isso é um fato, ainda que um fato futuro. O momento e a forma como isso acontecerá é discutível, o fato bíblico em si é inegociável. O fim vem, Jesus vem e a ressurreição dos mortos também virá.

helio

Pr. Eguinaldo Hélio de Souza

Escritor, apologeta e mestre em teologia

(www.devocionaiseesbocos.wordpress.com) 

 

 

 

 

 

 

 

estudosbiblicos5