..::Ministério da Reconciliação::..

Text size
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Estudos Bíblicos Escatologia REFLEXÕES SOBRE A ETERNIDADE

REFLEXÕES SOBRE A ETERNIDADE

E-mail Imprimir PDF

Ele fez tudo apropriado ao seu tempo. Também pôs no coração do homem o anseio pela eternidade; mesmo assim ele não consegue compreender inteiramente o que Deus fez (Eclesiastes 3.11)

Diante da eternidade todas as coisas se tornam pequenas. As dores, os problemas, as vitórias, as glórias humanas parecem menos do que um fração de um grão de poeira. Deus não apenas encerrou o homem em um Universo infinito, como também encerrou nossa história no tempo infinito. E embora nós tenhamos que caminhar nessa terra com os pés no chão e reconhecer que nossas realizações devem ser feitas dentro da moldura do tempo, nosso coração precisa estar além.

Nosso Deus é o Deus Eterno. Antes que os montes nascessem, ou que tu formasses a terra e o mundo, sim, de eternidade a eternidade, tu és Deus (Salmo 90.2). Colocar os olhos na eternidade é colocar os olhos no Deus da Eternidade. E muitas vezes isso pode ser suficiente para que não percamos o rumo em meio as lutas, aflições e conquistas passageiras desta vida.

Nossos problemas vão passar. Eles não são eternos. Nossas lágrimas serão enxugadas. Nossa luta terá fim e muito do que hoje parece um abismo insuperável será menos do que nada. Temos que resistir à dor passageira na expectativa da glória inesgotável.

Nossas glórias terrenas também vão passar. Orgulhar-se pelo que é transitório é tolice. Muita coisa que nos orgulha e envaidece será coisa alguma diante do que é eterno. Grande é somente aquilo que permanece além deste presente século.

Há coisas que só a eternidade poderá dizer. Nossos julgamentos são sempre imperfeitos, nossas avaliações, limitadas. Será naquele dia, no dia eterno, que todas as coisas serão pesadas e medidas pelo prumo de Deus.

Por isso, não desfalecemos; mas, ainda que o nosso homem exterior se corrompa, o interior, contudo, se renova de dia em dia. Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós um peso eterno de glória (2 Coríntios 4.17)

A eternidade é o nosso destino. Se perdermos essa perspectiva perderemos também a essência de nosso caminhar. Seja em meio à luta ou em meio às bênçãos levantaremos nosso olhar para a eternidade.

 

helio

Pr. Eguinaldo Hélio de Souza

Escritor, apologeta e mestre em teologia

(www.devocionaiseesbocos.wordpress.com) 

 

 

 

 

 

 

 

estudosbiblicos5