PORQUE CREIO NA ESCATOLOGIA BÍBLICA

Imprimir

E, quando Jesus ia saindo do templo, aproximaram-se dele os seus discípulos para lhe mostrarem a estrutura do templo. Jesus, porém, lhes disse: Não vedes tudo isto? Em verdade vos digo que não ficará aqui pedra sobre pedra que não seja derribada. (Mateus 24.1, 2)

Esta profecia de Jesus cumpriu-se literalmente no ano de 70 d.C.quando os soldados do General Tito, querendo apropriar-se do ouro derretido do Templo em Jerusalém, derrubaram tijolo por tijolo daquela magnífica obra arquitetônica. Não eram apenas as profecias de Jesus sobre Jerusalém que estavam se cumprindo, mas inúmeras predições que proferidas durante mais de mil anos. “Porque dias de vingança são estes, para que se cumpram todas as coisas que estão escritas”. (Lucas 21.22). Naqueles dias, dezenas de profecias tornaram-se história.

Isto não foi um fato isolado nas Sagradas Escrituras. A Bíblia é um livro de profecias, muitas delas tornando-se realidade dentro da própria narrativa de salvação, outras podem ter sua realização constatada pelos livros de história, escritos muitas vezes por céticos. A Bíblia é em grande parte um livro de profecias, cumpridas e a cumprir-se.

Para um curto panorama desse assunto, poderíamos dividir as predições bíblicas em três áreas: profecias para as nações, profecias para Israel e profecias messiânicas. Cada um desses três grupos reúnem uma quantidade imensa de previsões cumpridas, cujo conhecimento exigem apenas disposição para a pesquisa.

Babilônia, Egito, Tiro, Sidon, Grécia, Edom, Roma e inúmeros outros povos foram objeto do olhar futurístico dos profetas bíblicos. As minúcias nos detalhes que envolviam essas profecias e a precisão com que se cumpriram deixam de fora qualquer possibilidade de coincidência.

Da mesma sorte, o povo de Israel de maneira particular se viu como objeto de cumprimento de predições. É difícil dizer onde termina a profecia e começa a história do povo judeu, pois muitos fatos constantes na vida deles se vê entrelaçado com o que havia sido predito.

Isso sem falar das dezenas de profecias que se cumpriram na vida terrena de Jesus, provando sem sombra de dúvida que Ele é o Messias de Israel. Estes são fatos bem concretos e não mera especulação.

Somado tudo isso, temos centenas, talvez milhares de predições nas Escrituras que já são fatos passado. Contra toda probabilidade, essas predições são inegáveis e agrega um peso de confiabilidade sem igual à tudo o que a Bíblia diz.

Se conhecêssemos uma pessoa que nos fez milhares de promessas e cumpriu a todas apesar das dificuldades, não teríamos nenhum motivo para duvidas dela. Sua integridade estaria garantida. Tudo o que ela nos predisse realmente se consumou. Seríamos tolos em não acreditar nela.

Como, pois, podemos duvidas das Escrituras com respeito às predições para o futuro, se até o presente inúmeros fatos preditos são história? Como negar os elementos sobrenatural em suas palavras, se elementos vão se multiplicando quanto mais o tempo passa?

Aquele Jesus predito pelos profetas faz parte agora da história do mundo. No entanto, nem tudo se cumpriu, nem tudo é história. Porém, as coisas que até aqui já se tornaram realidade são suficientes para que minha fé inabalável nas Escrituras não seja um salto no escuro, mas uma atitude natural e inevitável diante Daquele que nãopode mentir.


  

helio2016

Pr. Eguinaldo Hélio de Souza

Escritor, apologeta e mestre em teologia

(www.devocionaiseesbocos.wordpress.com)