..::Ministério da Reconciliação::..

Text size
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Família Casamento Tempo de amor e de aliança

Tempo de amor e de aliança

E-mail Imprimir PDF
g_6582a_liana

"Mais tarde, quando passei de novo por perto, olhei para você e vi que tinha idade suficiente para amar; então estendi a minha capa sobre você e cobri a sua nudez. Fiz um juramento e estabeleci uma aliança com você, palavra do Soberano, o Senhor, e você se tornou minha". Ez. 16.8

"Quem é você perguntou ele. “Sou sua serva Rute”, disse ela. “Estenda a sua capa sobre a sua serva, pois o senhor é resgatador". Rt. 3.9

O maior sábio de todos os tempos nos ensina que "há tempo para tudo debaixo do céu". Que alegria ver jovens neste tempo tão precioso do casamento. É tempo de juramento e tempo de aliança. Tempo de ouvir o Senhor e de ser abençoado. Tempo de despedir e tempo de recomeçar. Tempo de coragem e tempo de fé. Tempo de mudança. Tempo de obediência e tempo de Deus. O texto nos fala de um tempo especial que tem que ser cultivado todo o tempo no casamento: tempo de maturidade: "mais tarde".

 

"Mais tarde" sugere que houve um tempo anterior: oração, escolha, namoro, preparo, espera, até que "olhei para você e vi que tinha idade suficiente para amar".

Você tem idade suficiente para amar? Não me mostre sua carteira de identidade. Evidencie sua maturidade. Me mostre que você esperou até agora e sabe que não tem nada pronto. Estão apenas prontos a começar. Estão apenas com coragem de despedir. Estão apenas acreditando que é hora de amar. O amor é paciente e bondoso, nos afirma o Espírito Santo em 1 Coríntios 13.4. um homem maduro, que está em idade emocional suficiente para amar, é paciente e bondoso.

É muito deselegante querer saber a idade cronológica de uma moça. Será que já está pronta? Eu quero crer que sim, e afirmar a você que esta idade suficiente para amar é uma etapa de fé. Casamento sem fé, não subsiste. A mulher precisa crer em seu marido e se entregar a uma relação em que o outro tenha prazer em cuidar e servir aquela que a quem ele veio em várias ocasiões enamorando-a até perceber que estava em idade suficiente para amar. Amar é uma troca. Amar é receber amor. É acreditar que merece, tem direito a um amor cuidadoso, bondoso, criativo e dinâmico, que, dentro da realidade do homem que você escolheu, será pleno. Nem mais nem menos. Mas eu posso afirmar que acredito que você está pronta. Espero que você também creia assim.

Meu filho André foi com sua turma de sexta série a uma tribo indígena e teve o privilégio de acompanhar uma cerimônia de casamento. Descreveu que o noivo vem de sua casa, carregando uma pedra, do peso da sua noiva, que equivale a sua maturidade e o seu investimento. Depois ele a carrega nos braços, até onde iniciou com a pedra. Acredito que uma das coisas que se espera do sujeito, trazendo a pedra e levando a moça, é que não faça caretas. Ao longo do caminho, várias vezes o inimigo de nossas almas vai te levar a pensar que não vale a pena. Que é muito pesado. Que você está perdendo muito por estar casado, por ter uma só esposa, por estar investindo tanto, por ter muito pouco de volta, por ser muito jovem para tanta responsabilidade. Lembre-se que ele é o pai da mentira. Lembre que este texto fala de Deus vindo ao encontro de sua igreja, sua noiva, com expectativa grande e decidido a fazer qualquer coisa, inclusive ir a cruz por ela. "Então estendi a minha capa sobre você." Fala de um preço, uma atitude sem volta, um compromisso articulado no fundo do coração. Uma intenção premeditada de abençoar e ser fiel.

O que se espera de uma mulher que recebe assim tanto amor é fidelidade. Esta palavra é as vezes diminuída em seu significado e pensam que estou falando de se envolver sexualmente com outra pessoa. Não se fala disso com um casal realmente cristão. E sabemos que vocês o são. Fidelidade fala de uma resposta de amor que "não maltrata, não busca seus próprios interesses, não se ira facilmente e não guarda rancor, que não desiste." (1 Co. 13.5,8) não se vangloria, não se orgulha” (4).

Finalmente o texto fala de juramento e aliança. Mais que nunca, vocês vão representar a Deus e sua Igreja agora, quando forem trocar juramento e fazer esta aliança diante de tantas testemunhas. Deus é Deus de aliança. Ele jurou nos amar e provou este amor na cruz. Isto é a base de nossa aliança. Eterna. Intencional. Profunda. Forte. Objetiva. Com alvos estabelecidos. Com um dinamismo que vai acrescentando benção a cada dia que entendemos o que Deus deseja mostrar aqueles que entram em aliança e são fieis a ela a cada dia. As bênçãos os acompanharão; Deus se torna cúmplice hoje de vocês. De seus propósitos. De sua escolha. Ou melhor, vocês se tornam cúmplices de Deus, por que a idéia foi dEle. A Ele toda glória, pois esta é a "palavra do Soberano, o Senhor" a quem vocês pertencem! Deus os abençoe neste tempo de amor e de aliança.

Pr. Cleydemir

"Mais tarde, quando passei de novo por perto, olhei para você e vi que tinha idade suficiente para amar; então estendi a minha capa sobre você e cobri a sua nudez. Fiz um juramento e estabeleci uma aliança com você, palavra do Soberano, o Senhor, e você se tornou minha". Ez. 16.8

"Quem é você perguntou ele. “Sou sua serva Rute”, disse ela. “Estenda a sua capa sobre a sua serva, pois o senhor é resgatador". Rt. 3.9

O maior sábio de todos os tempos nos ensina que "há tempo para tudo debaixo do céu". Que alegria ver jovens neste tempo tão precioso do casamento. É tempo de juramento e tempo de aliança. Tempo de ouvir o Senhor e de ser abençoado. Tempo de despedir e tempo de recomeçar. Tempo de coragem e tempo de fé. Tempo de mudança. Tempo de obediência e tempo de Deus. O texto nos fala de um tempo especial que tem que ser cultivado todo o tempo no casamento: tempo de maturidade: "mais tarde".

"Mais tarde" sugere que houve um tempo anterior: oração, escolha, namoro, preparo, espera, até que "olhei para você e vi que tinha idade suficiente para amar".

Você tem idade suficiente para amar? Não me mostre sua carteira de identidade. Evidencie sua maturidade. Me mostre que você esperou até agora e sabe que não tem nada pronto. Estão apenas prontos a começar. Estão apenas com coragem de despedir. Estão apenas acreditando que é hora de amar. O amor é paciente e bondoso, nos afirma o Espírito Santo em 1 Coríntios 13.4. um homem maduro, que está em idade emocional suficiente para amar, é paciente e bondoso.

É muito deselegante querer saber a idade cronológica de uma moça. Será que já está pronta? Eu quero crer que sim, e afirmar a você que esta idade suficiente para amar é uma etapa de fé. Casamento sem fé, não subsiste. A mulher precisa crer em seu marido e se entregar a uma relação em que o outro tenha prazer em cuidar e servir aquela que a quem ele veio em várias ocasiões enamorando-a até perceber que estava em idade suficiente para amar. Amar é uma troca. Amar é receber amor. É acreditar que merece, tem direito a um amor cuidadoso, bondoso, criativo e dinâmico, que, dentro da realidade do homem que você escolheu, será pleno. Nem mais nem menos. Mas eu posso afirmar que acredito que você está pronta. Espero que você também creia assim.

Meu filho André foi com sua turma de sexta série a uma tribo indígena e teve o privilégio de acompanhar uma cerimônia de casamento. Descreveu que o noivo vem de sua casa, carregando uma pedra, do peso da sua noiva, que equivale a sua maturidade e o seu investimento. Depois ele a carrega nos braços, até onde iniciou com a pedra. Acredito que uma das coisas que se espera do sujeito, trazendo a pedra e levando a moça, é que não faça caretas. Ao longo do caminho, várias vezes o inimigo de nossas almas vai te levar a pensar que não vale a pena. Que é muito pesado. Que você está perdendo muito por estar casado, por ter uma só esposa, por estar investindo tanto, por ter muito pouco de volta, por ser muito jovem para tanta responsabilidade. Lembre-se que ele é o pai da mentira. Lembre que este texto fala de Deus vindo ao encontro de sua igreja, sua noiva, com expectativa grande e decidido a fazer qualquer coisa, inclusive ir a cruz por ela. "Então estendi a minha capa sobre você." Fala de um preço, uma atitude sem volta, um compromisso articulado no fundo do coração. Uma intenção premeditada de abençoar e ser fiel.

O que se espera de uma mulher que recebe assim tanto amor é fidelidade. Esta palavra é as vezes diminuída em seu significado e pensam que estou falando de se envolver sexualmente com outra pessoa. Não se fala disso com um casal realmente cristão. E sabemos que vocês o são. Fidelidade fala de uma resposta de amor que "não maltrata, não busca seus próprios interesses, não se ira facilmente e não guarda rancor, que não desiste." (1 Co. 13.5,8) não se vangloria, não se orgulha” (4).

Finalmente o texto fala de juramento e aliança. Mais que nunca, vocês vão representar a Deus e sua Igreja agora, quando forem trocar juramento e fazer esta aliança diante de tantas testemunhas. Deus é Deus de aliança. Ele jurou nos amar e provou este amor na cruz. Isto é a base de nossa aliança. Eterna. Intencional. Profunda. Forte. Objetiva. Com alvos estabelecidos. Com um dinamismo que vai acrescentando benção a cada dia que entendemos o que Deus deseja mostrar aqueles que entram em aliança e são fieis a ela a cada dia. As bênçãos os acompanharão; Deus se torna cúmplice hoje de vocês. De seus propósitos. De sua escolha. Ou melhor, vocês se tornam cúmplices de Deus, por que a idéia foi dEle. A Ele toda glória, pois esta é a "palavra do Soberano, o Senhor" a quem vocês pertencem! Deus os abençoe neste tempo de amor e de aliança.

Pr. Cleydemir Via: www.guiame.com.br

 

estudosbiblicos5