..::Ministério da Reconciliação::..

Text size
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Palavra do Pastor Palavra do Pastor Andando com coração sincero em minha casa!

Andando com coração sincero em minha casa!

E-mail Imprimir PDF

aparicio  

Andando com coração sincero
em minha casa!

 

Salmos 101

Este salmo de Davi fala do procedimento do cristão dentro do seu lar. Nosso comportamento em casa deve refletir em louvor a Deus, com amor e justiça.

Esta combinação produz o equilíbrio nas relações familiares de modo que o nosso amor a alguém não pode produzir injustiça, a outrem.

Os lares são por constituição uma espécie de laboratório de ensaios e aperfeiçoamento do amor, porém em muitos casos tem sido celeiro de injustiças.

É preciso de muita graça de Deus para nestes últimos dias exercermos esta adoração, pois o egocentrismo tão reinante no homem hodierno tem produzido uma espécie de falência precipitada nas relações familiares.

Em resumo, amor cristão não combina com injustiça. Convido-te nesta reta de chegada de mais um final de ano a avaliar o teu exercício de amor e justiça no teu lar.

Por vezes, há incoerência na forma que tratamos os cônjuges, filhos, pais e irmãos e repetimos ações de injustiças que estão em antinomismo as doces palavras de amor que emitimos, outras vezes, nossas palavras ganham a força de um golpe que estremece e até nocauteia a mais segura das relações.

Por fim, o salmista ainda aborda a sua meta de andar no caminho reto com inteligência.

É claro que Jesus é este caminho reto, único e objetivo a Deus, e sem dúvidas é maravilhoso quando o homem trilha este caminho que leva a vida eterna, porém é preciso algo mais do que estar no caminho certo é necessário andar com inteligência, pois, há muitos cristãos se perdendo no caminho, por vezes no extremo do exagero, e por outras vezes no extremo da omissão.

Quantos pais não apelam para violência espiritual mesmo sabendo que não é por força e violência, mas pelo Espírito de Deus que as coisas acontecem?

Quantas esposas descuidam da oração por seu cônjuge e vice-versa tendo pleno conhecimento que é Deus que guarda a casa e que, por conseguinte eu tenho que tornar esta súplica conhecida para Deus?

É claro que Ele sabe de nossas necessidades e desejos, porém isso não elimina a nossa prática de oração. Quero te fazer um convite, se você é do tipo de pessoa como eu que gosta de planejar a vida, para evitar os contratempos, planeje a tua vida doméstica em direção a este alvo: Viver com sinceridade dentro do lar. Deus te abençoe,

 

 

Teólogo, Professor, Pastor Presidente do Ministério Evangélico da Reconciliação

 

Os conflitos na enfermidade e luto!

 

estudosbiblicos5